4 de março de 2024

Binance nega propriedade da exchange indiana de criptomoedas WazirX

Tempo de leitura do artigo:
2 minutos.

Binance nega propriedade da exchange indiana de criptomoedas WazirX

O fundador da maior bolsa de criptomoedas do mundo, Binance, disse que sua empresa não possui nenhuma participação na comprometida bolsa de criptografia indiana WazirX.

Em resposta a uma solicitação do Departamento de ExecuçãoÍndia (ED), que está conduzindo uma investigação interna sobre a bolsa WazirX, o fundador da Binance, Changpeng Zhao, disse que a relação jurídica entre WazirX e Binance declarada pelo regulador indiano não é verdadeira. A Binance interagiu com o WazirX apenas como “uma das soluções técnicas”.

“A Binance não possui o Zanmai Labs, nem nunca, em nenhum momento, possuiu ações de qualquer outra empresa que opere a bolsa WazirX”, disse Changpeng Zhao.

Ele acrescentou que os relatórios de operaçõesconduzido pela bolsa WazirX em violação da Lei de Gestão de Câmbio (FEMA), e como o Zanmai Labs gerencia mal a plataforma causaram “profunda preocupação” à Binance. Zhao garantiu que sua empresa está pronta para cooperar com as agências policiais indianas “de todas as maneiras possíveis”.

Lembramos que em 21 de novembro de 2019, a própria Binance publicou
postar no blog dela que elaadquiriu o WazirX. Porém, segundo Zhao, o procedimento nunca foi concluído. O fundador e um dos diretores da WazirX, Nischal Shetty, declarou recentemente oficialmente que a Binance adquiriu a bolsa de criptomoedas há dois anos.

Uma investigação interna está em andamento contra o WazirX
casos de violação da lei de gestãotransações de câmbio (FEMA), bem como a assistência ativa da bolsa nas atividades fraudulentas de aproximadamente 16 empresas fintech. De acordo com os dados mais recentes, as agências policiais indianas anunciaram o bloqueio de ativos da bolsa WazirX no valor de US$ 8,14 milhões por recusa de cooperação.